Vacinação?

Estava escutando a Super rádio Tupi em uma dessas madrugadas, quando o condutor passou a entrevistar um médico sobre a questão da vacinação da gripe.

A abordagem era sobre o fato de haver resistência por parte de alguns quanto a vacinação. Por diversas razões.

O médico, em discurso concordante com o manual de medicina, desqualificou os medos e incentivou a vacina. Normal. Fez o discurso padrão.

Até recentemente, eu não tomava esta vacina – ou qualquer outra – por medo de injeção e por supertição (quem se vacina fica gripado!).

Acontece que uma colega de trabalho me relatou um fato que aconteceu com um familiar dela.

Este familiar desenvolveu um enfermidade caracterizada como encefalite desmielinizante (perda da bainha de mielina) após tomar a vacina contra gripe. Há diversas variações desse tipo de doença, sendo a mais conhecida a  adrenoleucodistrofia (ALD – X), que ficou famosa por ter sido exposta no filme O Óleo de Lorenzo.

Lendo a respeito, verifiquei que dentre as causas de algumas delas, está a imunização por vacina!!! Não li nada sobre a vacina contra gripe, mas está lá: varíola, sarampo, caxumba, rubéola, etc.

A despeito de ser um evento raro (0,8 em 100 mil), não me vacinarei NUNCA MAIS!…

11 Respostas to “Vacinação?”

  1. Ananke Says:

    É de fato uma escolha difícil. Há relatos de alguns quadros muito críticos supostamente causados por vacinas, embora estatísticamente sejam pouco representativos. Mas não há a estatística inversa: quantas crianças deixam de morrer de pneumonia porque foram vacinadas, ou deixam de ter paralisia infantil; quantos adultos deixam de precisar de um trasnplante de fígado porque foram vacinados, etc. Enfim, uma escolha. E tomar vacina não é nem de longe o maior risco que corremos todos os dias em virtude de nossas escolhas…

    • Dificil aplicar estatística quando a questão é de saúde (vida ou morte) e o “número” insignificante é uma pessoa querida (filho?).
      Neste caso, foda-se a humanidade, queremos é o nosso com saúde.

      • Ananke Says:

        Pensando em filho, a questão é: você dá a proteção para algumas doenças importantes vacinando ou protege de alguns quadros críticos mas com ocorrencia mais rara deixando de vacinar? Não entendi qual é a sua resposta…

  2. Devíamos fazer como em Esparta: os imperfeitos são lançados para a morte em fossos sem fundo. E ficar doente é um sinal claro de imperfeição. Idiotice, feiúra e peitos pequenos demais também são.

    A raça humana seria purificada, e vacinas não seriam mais necessárias.

    • Ananke Says:

      Qual é a pior imperfeição que pode acometer um Troll, Zão?

        • Hei, eu sou bunito, para padrões troll!

          Olha, deusa, ser exposto ao sol e virar pedra é meio tabu na nossa sociedade. Só um otário deixa isso acontecer. Mas ser enganado por um hobbit também é uma imperfeição imensa. Demonstra um idiotismo grande deixara comida foder sua vida.

          • Ananke Says:

            Aaaah…Muito ampliou muito minha parca compreensão sobre Trolls…Já entre os humanos, deixar a comida foder sua vida é uma idiotice estranhamente tolerada e socialmente muito aceita. Qualquer tipo de comida.Tem um cara, recentemente, cuja coisa que ele comia matou ele, deixou o sangue qualhar, picou em pedaços e separou em algumas malas para largar por aí…

          • Minha heroína ela… Matar é mole, mas você tem que respeitar uma pessoa que mata e pica, com perfeição cirúrgica e frieza psicopática, o próprio marido.

          • Ananke Says:

            De fato…Homens com mulheres que sabem picar: cuidado!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: